Ônibus para Iporá

Empresas de ônibus que atuam em Iporá

Araguarina

Araguarina

Expresso Maia

Expresso Maia

Expresso São Luiz

Expresso São Luiz

Verde Transportes

Verde Transportes

Localização

Iporá é um município do estado de Goiás, no Brasil. População estimada 2015 é de 32.194 habitantes.

Sobre Iporá

Tem-se notícias de que por volta do ano de 1748, Iporá teve sua origem com a formação do arraial de Pilões, na margem do Rio Claro. E que no ano de 1749, com a vinda de Gomes Freire de Andrade, Governador das Capitanias de Minas Gerais e Rio de Janeiro, se firmaram contratos de exploração dos diamantes de Rio Claro e Rio Pilões. Para essas atividades iniciais de garimpo, vieram duzentos escravos que trabalhavam sob o comando dos exploradores contratados. Forças do exército, enviadas pela Coroa, garantiam a execução do serviço. O povoado nascente recebeu o nome de Rio Claro (dado ao rio caudaloso em que se procedia a cata dos diamantes).

A expressiva produção de diamantes e o desenvolvimento rápido do arraial motivaram o extraordinário crescimento. Assim, em 5 de julho de 1833, Rio Claro passou à categoria de distrito, mantendo-se a denominação de Rio Claro, pertencente ao Município de Goiás, antiga Vila Boa. Alterando o nome da Igreja que era do Senhor do Bom Fim para paróquia Nossa Senhora do Rosário. O distrito permaneceu com o mesmo nome, até que o povoado caiu em decadência e para agravar a situação, a população foi acometida de um surto de febre amarela, matando e afugentando a maioria dos moradores do lugar. E então, o povoado que, em seus tempos de glória, chegou a contar com cerca de mil habitantes, ficou reduzido a poucas famílias e alguns descendentes de escravos, tendo sido chamado carinhosamente de “Comércio Velho”. Sendo que na década de 30, do século XX, conjectou-se entre os daquele lugar a mudança do povoado. Formou-se uma comissão que escolheu o lugar às margens do Córrego Tamanduá, onde é a sede atual do município, para abrigar a nova povoação.

Em 1938, o Distrito de Rio Claro passou a denominar-se Itajubá, topônimo de origem indígena, tupi-guarani, que significa pedra amarela. Em 1942, Joaquim Paes Toledo e família doaram uma área de 100 alqueires goianos de terras para a edificação da Cidade. Em 1943, por Decreto-Lei Estadual nº 8.305, de 31 de dezembro, passa a denominar-se IPORÁ, também de origem indígena, que significa águas claras. Pela Lei Estadual nº 249, de 19 de novembro de 1948, foi elevado à categoria de município, instalando em 1º de janeiro de 1949, desmembrado do Município de Goiás.

Turismo em Iporá

Morro do Macaco